PERGUNTAS FREQUENTES

As Autoclaves Fahizer são fabricadas em conformidade com as normas NR-13, ISO 9001/2008 e ASME – Sessão VIII, requisitos legais exigidos pelos órgãos ambientais. Durante e após fabricação, as Autoclaves são submetidas a rigorosos testes, podendo citar como exemplo: Testes de soldas, líquidos penetrantes, líquidos reveladores, estanqueidade, teste hidrostático, dentre outros.

Devido sua particularidade em necessidades, as Autoclaves para Vulcanização não seguem um padrão específico. As mais procuradas possuem de 1,2m a 1,6m de diâmetro, e comprimentos de 4 a 9 metros.

A Fhaizer Indl. fabrica equipamentos com diâmetro de 0,95 a 1,2 metros e comprimento de 1,5 a 12 metros, com capacidade de produção de 0,75 a 8,8 metros cúbicos. Estes são os tamanhos padrão, todavia somos referência em projetos especiais e podemos fabricar de acordo com sua necessidade.

A Fhaizer fabrica equipamentos com diâmetro de 0,95 a 1,9 metros e comprimento de 6 a 25 metros, com capacidade de produção de 3 a 70 metros cúbicos. Estes são os tamanhos padrão, todavia somos referência em projetos especiais.

A Politica Nacional de Resíduos Sólidos trouxe diversas metas para os municípios brasileiros, como por exemplo, o fim dos lixões até 2014, sendo que todos os municípios brasileiros terão que investir no tratamento e destinação de resíduos. Neste sentido, as parcerias público privadas (ppp), são uma tendência.

Incineradores, além de serem equipamentos extremamente caros para adquirir e manter, são também alvo de muitos protestos de ambientalistas devido a alta geração de gases nocivos ao meio ambiente. Ainda sobre os incineradores, as leis federais que regulamentam esse equipamento são muito antigas e já tramitam para aprovação novas regulamentações que dificultarão ainda mais a implantação e manutenção desses equipamentos. Com isso, a tendência mundial para o tratamento correto e viável dos Resíduos Sólidos dos Serviços de Saúde (RSS) é justamente a implantação de CTR’s com Autoclaves em substituição aos incineradores.

1.Definição pela Agência Ambiental, juntamente com o empreendedor, dos documentos, projetos e estudos ambientais necessários ao processo de licenciamento;

2.Requerimento da licença;
-Apresentação dos documentos exigidos para cada licença;
-Pagamento do DAR;
-Publicação, nos casos que couber de acordo com a Resolução n°06/86.
-Outros documentos, estudos e projetos considerados necessários.

3.Análise da documentação pela área técnica e jurídica, realizando vistorias, quando necessárias.

4.Solicitação de esclarecimentos e complementações, em decorrência da análise dos projetos, documentos e estudos, caso seja necessário.

5. Audiência pública, nos casos de empreendimentos que exijam EIA/RIMA ou prevista na legislação.

6.Solicitação de esclarecimentos e complementações, em decorrência da realização da audiência pública.

7.Emissão de parecer técnico conclusivo.

8.Deferimento ou indeferimento do pedido de licença, dando-se a devida publicidade.

(Fonte: Agência ambiental de Goiás)

Sugerimos a consulta ao orgão ambiental de seu estado e município, pois algumas especificidades podem surgir.

A Fhaizer Industrial oferece gratuitamente a todos os seus clientes, um projeto orientativo da base civil necessária para alocação da Usina. Esse projeto contempla com detalhes todas as medidas e cotas para alocar perfeitamente o equipamento. O cliente fica responsável apenas pela assinatura do projeto civil, por um engenheiro devidamente credenciado pelo CREA, bem como a execução (construção) propriamente dita.

O CLP facilita o processo de manuseio do equipamento e principalmente o treinamento de operadores pois todo o processo é automatizado bastando apenas seguir as instruções do painel de comando. Essa vantagem torna o equipamento ”User Friendly” ou seja, muito fácil de operar. O CLP está disponível e incluso em todos os nossos equipamentos.

Único no mercado, o ‘’SKID’’ onde é alocado as bombas e as tubulações foram desenvolvidas para favorecer a ergonomia e praticidade no trabalho. Todos os motores do equipamento, bem como as válvulas do processo, ficam em um ponto único do equipamento, facilitando a operação. Para melhorar ainda mais o rendimento, todas as tubulações são especificamente dimensionadas para cada tipo de equipamento e necessidade.

Todas as autoclaves e vasos de pressão Fhaizer são exaustivamente testados para assegurar total qualidade e segurança no equipamento. Antes da liberação da Usina para o cliente, o vaso passa por: Teste de solda, testes de líquidos penetrantes/reveladores, testes de estanqueidade e por último o teste Hidrostático. Todos os testes supervisionados por um Engenheiro Mecânico que certifica o equipamento conforme o Código ASME VIII Div. 1; NR13 e CREA. Pressão de Trabalho de 10,8kgf/cm², eficiência de solda: Costado 0,70 e Tampos 1,0 e espessura de corrosão de 1,5mm.

Na área da construção civil, a madeira tratada ainda é pouco utilizada em nosso país, e mesmo assim há uma forte demanda por este produto somente considerando as aplicações relacionadas às cercas, mourões e postes.

Os prazos de vigência das licenças ambientais são variáveis em razão da complexidade e grau de potencial poluidor da atividade, sendo definidos pela Portaria 291/82 da Agência Ambiental.

A renovação da licença de funcionamento de um atividade ou empreendimento deverá ser requerida com antecedência mínima de cento e vinte dias da expiração do prazo de validade, fixado na respectiva licença ambiental.

Sugerimos a consulta ao orgão ambiental de seu estado e município, pois algumas especificidades podem surgir, mas de modo geral são três tipos:

1) LICENÇA PRÉVIA (LP)

Exigida na fase preliminar do planejamento do empreendimento ou atividade aprovando sua localização e concepção, atestando a viabilidade ambiental e estabelecendo os requisitos básicos e condicionantes a serem atendidos nas próximas fases de sua implantação.

2) LICENÇA DE INSTALAÇÃO (LI)

Autoriza a instalação do empreendimento ou atividade de acordo com as especificações constantes nos planos, programas e projetos aprovados, incluindo as medidas de controle ambiental e condicionantes, da qual constituem motivos determinantes. 

3) LICENÇA DE FUNCIONAMENTO (LF)

Autoriza a operação da atividade ou empreendimento, após a verificação do efetivo cumprimento do que consta nas licenças anteriores, com as medidas de controle ambientais e condicionantes determinadas para a operação.
Os documentos necessários para a primeira licença de funcionamento são os mesmos exigidos para a renovação da licença de funcionamento, especificado no item “renovação de licença”, porem ressaltamos que os projeto e planos ambientais apresentados para a obtenção da L.I., deverão estar todos implantados.

Licença ambiental é o ato administrativo pelo qual o órgão ambiental competente, estabelece as condições, restrições e medidas de controle ambiental que deverão ser obedecidas pelo empreendedor, pessoa física ou jurídica, para localizar, instalar, ampliar e operar empreendimentos ou atividades utilizadoras dos recursos ambientais consideradas efetiva ou potencialmente poluidoras ou aquelas que, sob qualquer forma, possam causar degradação ambiental. (Resolução CONAMA 237).
Para adquirir a autoclave, caso o interessado vá utilizar-se de financiamento bancário, é necessária a licença prévia. Na compra direta, sem financiamento, não é necessária.

As autoclaves fabircadas pela Fhaizer foram testadas em procedimentos acreditados pelo INMETRO, conforme relatório analítico 13049 a 13058, disponível para consulta na sede da empresa ou no site.

Devido às características técnicas do equipamento, cada projeto tem um custo, ou seja, é necessário inicialmente conhecer a necessidade do cliente para depois apresentar um orçamento.

A Fhaizer Industrial é uma empresa totalmente especializada e focada na fabricação de Autoclaves e seus periféricos. Em nossa linha de produção, possuímos os chamados ”produtos de prateleira”, ou seja, são Autoclaves que já foram desenvolvidas e exaustivamente testadas e certificadas por nossa empresa, São elas: 

– Autoclave para Tratamento de Madeira.
– Autoclave para Tratamento de Madeira Laboratorial.
– Autoclave para Esterilização de Resíduos Sólidos de Saúde. 
– Autoclave para Vulcanização de Borrachas.
– Autoclaves para Pneus.
– Autoclave para Materiais Compósitos. 
– Autoclave para Minérios (verificar tipos). 

Nesse sentido, a Fhaizer Industrial projeta também Autoclaves Especiais sob encomenda. Com isso, o cliente que necessita de algo fora do escopo normal de fabricação pode consultar os técnicos e engenherios da Fhaizer para desenvolver o equipamento em comum acordo. Consulte-nos.

O processo de Tratamento de Madeira por Autoclave, é um processo que introduz sob alta pressão um produto químico no veio da madeira, garantindo assim alta resistencia contra fungos, brocas e outros agentes nocivos a madeira. Madeiras devidamente Tratadas em Autoclave, podem ter durabilidades que variam entre 15 a 30 anos. Abaixo, segue um breve resumo do tratamento: 

– Para o tratamento da madeira, recomenda-se que a madeira a ser tratada esteja entre 20 a 30% de úmidade. 
– A madeira é então alocada em vagonetas, devidamente amarradas para evitar flutuação dentro do equipamento. 
– Essa vagoneta é introduzida dentro do Autoclave para inicio do ciclo.
– Com o auxilio de um sistema de CLP, exclusivo nas autoclaves Fhaizer, a madeira é submetida a um vácuo inicial. Esse vácuo serve principalmente para abrir os póros da madeira e permitir melhor penetração do produto químico. 
– Ainda sob vácuo, inicia-se a transferência do produto químico diluído em água de dentro dos reservatórios para o interior do Autoclave.
– Após o completo preenchimento, cessa-se o vácuo e inicia-se então o processo de alta pressão. Esse processo de pressão é justamante onde ocorre a penetração da solução química nos veios da madeira (células) e garante total homogenização do líquido dentro da madeira. 
– Depois desse período, a solução remanescente retorna para os reservatórios para serem usados no próximo ciclo (trata-se de um sistema fechado, ou seja, não há desperdício de produto). 
– Por fim, a madeira é submetida novamente a um novo vácuo, dessa vez apenas para tirar o excesso de produto da superfície da Madeira. 
– Após retirada da Madeira do interior do Autoclave, recomenda-se que ela seja alocada na área de gotejamento, para que ela seque e fique ideal para o uso.

Para o tratamento da madeira sob alta pressão, é necessário o uso do preservativo químico. Esse produto é o que garante a proteção da madeira contra agentes degradantes, como brocas e fungos. Abaixo, seguem 02 dos modelos mais utilizados: 

CCA – Arseniato de Cobre Cromatado, é o preservativo Hidrosolúvel mais utilizado no Brasil e no mundo. O CCA é muito utilizado no tratamento de madeiras que ficam diretamente em contato com o solo (enterrados) e é muito eficiente na preservação de madeiras contra insetos principalmente cupins e brocas, fungos apodrecedores e perfuradores marinhos.

CCB – Borato de Cobre Cromatado , é um produto que surgiu na Europa com a função de substituir o Arsênio encontrado no CCA devido aos perigos de manipulação e à rápida fixação do boro, que dificultaria o tratamento de madeiras impermeáveis. 

Para maiores informações sobre o produto químico, a Fhaizer Industrial recomenda um contato diretamente com o fabricante do produto.

É notório e de conhecimento de muitas pessoas, os perigos na destinação final dos Resíduos Sólidos do Serviços de Saúde (RSS ou RSSS). 
Esses lixos, são considerados altamente infectantes para a ANVISA e devem ser esterilizados/descontaminados antes de serem descartados no Aterro Sanitário. Todas as empresas geradoras de Resíduos Infectantes, podendo citar como exemplo: Hospitais, Postos de Saúde, Pontos de Atendimentos (PAs), Clínicas em Geral, Consultórios Médicos, Laboratórios Químicos, entre outros, devem fazer esse processo de maneira própria ou tercerizada, de modo a garantir que todo o Resíduo gerado seja descartado de maneira correta. 
Para isso, faz-se necessário o uso de uma Autoclave para Esterilização de Resíduos Sólidos de Saúde. Esse equipamento pode ser fabricado de diversos tamanhos, variando capacidades entre 0,75m³/h até 9,00m³/h. 

Nossos equipamentos para tratamento de lixo hospitalar foram aprovados em ensaios acreditados pelo INMETRO segundo ABNT NBR ISO/IEC 17025:2005.

O processo de Esterilização de RSS é rigoroso e deverá garantir a descontaminação dos Resíduos Infectantes alocados no interior da Autoclave, antes de seu descarte final. Abaixo, segue breve resumo para um melhor entendimento do processo executado pelo equipamento: 

– Iniciado o ciclo da autoclave a porta será vedada contra vazamentos;
– Na sequencia será iniciado o processo de vácuo, que retira o excesso de ar comprimido no interior da câmara para o correto preenchimento de vapor em seu interior;
– Após atingir a pressão de vácuo a válvula de entrada de vapor será aberta e assim terá o processo de pré-aquecimento;
– Após o pré-aquecimento será retornado a pressão no interior da autoclave a zero e imediatamente repressurizada com vapor; 
– Assim que a autoclave atingir a temperatura pré-parametrizada na receita para esterilização, terá inicio os registros do ciclo de esterilização;
– Após o termino do tempo do ciclo de esterilização a autoclave liberará a pressão interna e retornara a zero sua pressão;
– Com sua pressão em zero a autoclave iniciará o processo de secagem do RSS através de um ciclo de vácuo;
– O processo de secagem também será registrado e seu registro terá inicio assim que atingido a pressão pré-parametrizada na receita de trabalho;
– O tempo de secagem serve para evitar que os resíduos saiam do interior da autoclave com excesso de úmidade; 
– Após o tempo de secagem a autoclave terminará de imprimir o registro e o ciclo terá seu fim.

Essa é uma dúvida muito comum mesmo para empresas que já trabalham e operam no segmento de Resíduos. Qual o peso específico do lixo hospitalar? Devo considerar M³ (metros cúbicos) ou KG (Quilogramas)? 

Para esclarecer bem a capacidade da autoclave. De acordo com estudos realizados por Institutos e Associações, podendo citar como exemplo o Instituto Brasileiro de Administração Municipal (IBAM) e a Associação Brasileira de Limpeza Pública (ABLP), o peso especifico do Resíduo Sólido Hospitalar pode variar entre 100kg/m³ até 350kg/m³. Essa variação é compreendida por: Sazonalidade, região, úmidade, epidemias, guerras, etc. Com base nessas informações, uma Autoclave de 1,2 x 6.000 com capacidade produtiva de até 4,4m³ pode sofrer variações de rendimentos em Quilogramas. 

Situação 1 – Levando em consideração um peso especifico de 100kg/m³ -> 4,4m³ de capacidade da autoclave x 100kg/m³ = 440 kg por ciclo x 8 ciclos diários = 3.520kg por dia x 21 dias úteis por mês = 73.920 Kg por mês.

Situação 2 – Levando em consideração um peso especifico de 350kg/m³ -> 4,4m³ de capacidade da autoclave x350kg/m³ =1.540kg por ciclo x 8 ciclos diários =12.320kg por dia x 21 dias úteis por mês = 258.720Kg por mês.

Com isso, antes da decisão final de compra, consulte os técnicos e engenheiros da Fhaizer Industrial para maiores auxílios.

Autoclave é um vaso de pressão fabricado para resistir altas temperaturas, pressões e vácuo. Existem Autoclaves para diversos ramos e segmentos, podendo citar como exemplo: Autoclaves para Tratamento de Madeira, Autoclaves para Vulcanização de borrachas e Pneus, Autoclaves para Esterilização de Resíduos Sólidos de Saúde (RSS), Autoclaves para Minérios, Autoclaves para Compósitos, entre outras. 

Cada tipo de Autoclave exerce um procedimento diferente para executar tarefas diferentes.